A literatura infantil é fundamental para o desenvolvimento cognitivo e emocional das crianças, além de ser uma ferramenta indispensável para a formação de novos leitores. Por meio da leitura, as crianças são capazes de se divertir e aprender ao mesmo tempo, desenvolvendo sua imaginação, criatividade, vocabulário e habilidades de comunicação.

Um dos maiores defensores da literatura infantil foi o escritor inglês G.K. Chesterton, que acreditava que o livro certo poderia mudar a vida de uma criança para sempre. E o seu livro favorito de infância foi “The Water-Babies” (As Fadas da Água), de Charles Kingsley.

Publicado pela primeira vez em 1863, “The Water-Babies” é uma história fantástica sobre um menino chamado Tom que, após ser maltratado por seu patrão, cai em um rio e se transforma em um bebê. Ele então é levado pelas fadas da água para um mundo subaquático mágico, onde faz novos amigos e aprende muitas lições valiosas.

Chesterton amava a história porque ela misturava a fantasia com a realidade de uma forma única e criativa. Além disso, ele acreditava que o livro tinha uma mensagem positiva sobre o poder da amizade, da bondade e da redenção.

O livro também aborda questões importantes como o respeito à natureza e a importância de cuidar do meio ambiente. Essas são mensagens importantes para as crianças, que devem aprender desde cedo a preservar o planeta em que vivem.

A leitura de “The Water-Babies” pode ser uma experiência encantadora e enriquecedora para as crianças de hoje, assim como o foi para Chesterton em sua infância. Além disso, o livro pode servir como um ponto de partida para discussões importantes em família, como cuidar do meio ambiente e valorizar a amizade e a bondade.

Em resumo, a literatura infantil desempenha um papel fundamental na vida das crianças, pois contribui para o seu desenvolvimento emocional e cognitivo, além de incentivar a leitura e o aprendizado contínuo. O livro favorito de Chesterton, “The Water-Babies”, é uma boa pedida para as crianças que desejam se divertir e aprender ao mesmo tempo, enquanto desenvolvem a criatividade e a imaginação.