Quentinha do Dia 66 – Liberdade para Rodrigo Pilha

Preso no dia 18 de março acusado de atentar contra a lei de segurança nacional, Rodrigo Pilha ainda sofre com a restrição de sua liberdade. A justiça alega que o ativista político está cumprindo pena por crimes que cometeu, mas que não tem relação com a detenção na manifestação. Rodrigo Pilha foi condenado a 2 anos e 2 meses de prisão em duas sentenças diferentes, uma por desacato a autoridade e uma segunda por dirigir embriagado.

No entanto, as condenações foram usadas para sua prisão apenas quando foi detido no ato contra o presidente Jair Bolsonaro, em que Rodrigo, junto com 4 manifestantes portavam cartazes chamando o presidente de genocida. Nenhum dos outros participantes do ato ficaram presos. De acordo com informações reveladas pelo jornalista Guga Noblat, Rodrigo sofreu agressões físicas motivadas por seu posicionamento político.

Nesse episódio conversamos com a defesa de Rodrigo Pilha, representado pelo Dr. Thiago Turbay, do escritório Boaventura Turbay Advogados.

Ao final dessa publicação, você pode conferir o Laudo Médico de Rodrigo Pilha.

Laudo médico de Rodrigo Pilha