HOpVest #2 – O que é Tempo Histórico?

O Tempo Histórico e o Tempo cronológico

Quando pensamos no tempo, sabemos que ele existe, que estamos submetidos a essa condição, mas não sabemos explicar ao certo o que ele de fato é. Na nossa última aula, precisa ter ficado bastante claro que o tempo é uma percepção, ou seja, nossa capacidade de pensar racionalmente nos permite entender que algo foi (passado), algo é (presente) e algo será (futuro). Essas são as três categorias daquilo que chamamos de tempo.

Os seres humanos, em sua incrível capacidade racional não reconhecida em nenhuma outra espécie, foi capaz de mensurar o tempo. Suas ações passaram a se orientar pelo domínio do tempo. Inicialmente, usava-se eventos da natureza, como o dia e a noite, ou as estações do ano para fazer essa medição, ao passo que no século XIX foi inventado o relógio.

Mas esse é o tempo que a História usa?
Sim e não.

Estranha resposta não é mesmo? Mas é preciso que façamos a distinção entre o tempo cronológico e o tempo histórico. O tempo cronológico é a medição do tempo por medidas, pretensamente iguais, como 1 dia. A palavra “cronologia” significa literalmente “Chronus” Titã do tempo e “logia” estudo, ou seja, o estudo do tempo.

Contudo, o tempo histórico não se orienta pela divisão milimétrica do tempo, ou seja, não está preocupada tão somente em montar uma ferramenta de orientação para registrar nossa percepção sobre esse fenômeno, mas sim construir sentido em ações humanas. Por isso, o tempo histórico não se limita a marcações que indicam uma divisão constante, sem variar seu recorte.

O tempo histórico é uma escolha do historiador ou historiadora que estiver fazendo sua pesquisa. É a maneira que se organiza os estudos de um determinado evento. Podemos estudar fenômenos semelhantes em tempos distintos, por exemplo, suponhamos um evento histórico “O Futebol na cultura popular brasileira”, se eu quero estudar do ponto de vista institucional, terei que buscar as primeiras agremiações de futebol surgidas, se eu quiser falar sobre questões políticas, posso pegar todo o século XX na análise, se eu quiser tratar da propaganda de governo na Ditadura Militar, terei que usar outro recorte temporal e assim por diante.

Nesse sentido, o tempo histórico é um recorte temporal que historiadores fazem para delimitar o campo de pesquisa que estão submetendo seus objetos. A História é uma ciência espaço-temporal, ela acontece em um lugar e em um momento, por isso definir essas características do seu objeto de estudo é fundamental na pesquisa histórica.

Algumas questões de processos seletivos sobre o Tempo Histórico

1. (IBADE) A partir da segunda metade do século XX, o termo Pré-história passou a ser cada vez mais questionado por historiadores que, em seu lugar, têm utilizado “História dos povos sem escrita”. Sobre o referido debate entre historiadores, é correto afirmar que o termo Pré-história é rejeitado porque:

 
 
 
 
 

2.

O tempo é uma questão de fundamental importância para a existência do ser humano. Os grupos humanos da pré-história o contavam através: 
 
 
 
 

3.

(UEL 2006) Para o povo Nuer, que vive na região centro-oeste da África, “[…] o relógio diário é o gado, o círculo das tarefas pastoris, fundamentalmente a sucessão de tarefas e suas relações mútuas. Assim, se as atividades dependem dos corpos celestes e das mudanças físicas, estas só são significativas em relação às atividades sociais. […] Tudo isso é corroborado pela falta de um termo ou de uma expressão equivalente ao vocábulo ‘tempo’, encontrado nos idiomas ocidentais. Desse modo, não há como falar de tempo como algo concreto, que pode ser perdido, economizado e assim por diante”.
(PRITCHARD, E. E. Evans. In: SCHWARZ, Lilia. “Falando sobre o Tempo”. Revista Sexta-Feira, n. 5, p. 17. São Paulo: Hedra, 2000.)
Sobre as noções de tempo, é correto afirmar:
 
 
 
 
 

Questão 1 de 3